Quais são as causas das lesões pulmonares?

Lesões pulmonares, alterações anormais no tecido dos pulmões, podem ser causadas por uma grande variedade de coisas, desde infecções parasitárias até a exposição à poluição. Quando uma lesão pulmonar é identificada, o exame médico geralmente é conduzido para aprender mais sobre isso para que um médico possa desenvolver um plano de tratamento e tratamento apropriado. É importante estar ciente de que, embora uma “lesão” possa parecer assustadora, as lesões no pulmão podem ser benignas e facilmente tratáveis ​​e a identificação de tecido anormal nos pulmões não deve ser uma causa de pânico imediato.

Muitos processos de doença nos pulmões podem levar a mudanças nos tecidos ao longo do tempo. Pessoas com condições como asma, bronquite recorrente, alergias e condições genéticas como a fibrose cística podem desenvolver lesões no pulmão como resultado de irritação pulmonar crônica. A exposição a irritantes como poluentes e fumaça também pode fazer com que o tecido nos pulmões mude. A colonização por vírus, bactérias e fungos, como se observa em uma variedade de infecções pulmonares, também são uma possível causa de lesões pulmonares.

Trauma aos pulmões causados ​​por cirurgia, lesões penetrantes ou inalação de substâncias como a água também pode mudar o tecido nos pulmões. Condições como o edema pulmonar, onde os pulmões se acumulam com líquido ao longo do tempo, podem causar danos aos alvéolos, pequenos sacos nos pulmões e pessoas com doenças circulatórias podem estar em maior risco de lesões pulmonares devido ao aumento da incidência de edema pulmonar em Pacientes com tais condições.

Às vezes, o tecido pulmonar espontaneamente mata e começa a se desenvolver em uma pequena massa. Algumas dessas massas podem ser benignas, embora a remoção possa ser recomendada para ajudar o paciente a respirar mais confortavelmente. Em outros casos, uma massa pode ser maligna. Os cânceres dos pulmões também podem se desenvolver quando outro câncer se metastatiza em outros lugares do corpo.

As lesões pulmonares podem ser visíveis em estudos de imagem médica e podem ser facilmente evidentes durante a cirurgia ou a pneumoscopia, um procedimento médico em que uma câmera é usada para olhar dentro dos pulmões. Quando uma lesão é manchada, um médico pode solicitar uma amostra de biópsia. Esta amostra envolve a tomada de um pequeno pedaço de tecido para a cultura e olhar em um laboratório. A cultura pode revelar a causa e fornecer mais informações sobre a natureza da lesão.

Os tratamentos para lesões pulmonares podem incluir medicamentos para eliminar organismos infecciosos, melhor manejo de condições pulmonares crônicas, exercícios de respiração para ajudar as pessoas a reter a função pulmonar e até transplante para substituir os pulmões danificados para funcionar.